Urinar demais e hálito diferente são sinais de diabetes. Descubra se você tem a doença

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

mulher-sanitario

No Dia Mundial do Diabetes, não poderia deixar de dedicar meu tempo a falar um pouquinho dessa doença que acomete 14 milhões no nosso País e mata mais de 70 mil, muito mais que o câncer e a Aids juntas.

Publicidade

O tema é verdadeiramente muito complexo. Aqui, queria dar o alerta para quem nunca fez ou não faz rotineiramente os exames de rotina para descobrir se tem ou não a doença. O diagnóstico precoce é importantíssimo para o tratamento e o controle da doença, pois o diabetes descompensado traz consequências terríveis ao nosso corpo, como cegueira e até amputação de membros.

Nas muitas entrevistas que já fiz com especialistas no assunto, aprendi que o diabetes é uma doença silenciosa. Os sintomas são aparecem “quando os níveis de açúcar estão muito elevados”, reforçou o presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Luiz Alberto Andreotti Turatti, por isso a importância de realizar exames preventivos e descobrir a doença ainda no começo para logo iniciar o tratamento.

De maneira geral, o médico explica que os sinais de que algo vai muito mal são: “emagrecimento, urinar demais, beber muita água, fraqueza, cansaço, visão embaçada e mudança no hálito.

— Muitas vezes, a pessoa já tem as oscilações da glicemia há algum tempo, mas como isso não chama atenção, não procura o médico. A procura acaba sendo mais tardia e com chance de ele ter alguma complicação.

Diabetes tipo 1 x tipo 2

Existem dois tipos de diabetes: o diabetes tipo 1 geralmente é diagnosticado na infância ou adolescência e representa 10% de todos os casos da doença. Como o pâncreas não produz insulina, é preciso administrá-la por meio de injeções diárias do hormônio. Além do medicamento, a prática de atividade física e uma alimentação balanceada também fazem parte do tratamento.

Já o diabetes tipo 2 é mais prevalente na população, representando 90% de todos os casos da doença. Embora mais comum em adultos, as crianças também podem desenvolvê-lo, especialmente se tiverem pais com diabetes. Caso estejam acima do peso, não pratiquem exercício físico e mantenham as refeições baseadas em fast-food e outros alimentos ricos em carboidratos, açúcares e gorduras, o risco aumenta ainda mais.

Diabetes gestacional

Acontece quando as taxas de glicose se elevam pela primeira vez durante a gestação. É possível ter uma gravidez tranquila desde que a futura mamãe mantenha uma alimentação saudável e pratique exercício físico. O diabetes tende a desaparecer ao final da gestação, mas existe o risco de ele retornar em outras gestações ou ainda se instalar de vez com o passar dos anos.

Fonte: http://noticias.r7.com/


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Comentários

Comentários