Plano de retomada gradativa instrui funcionamento das atividades comerciais em Eunápolis

PUBLICIDADE
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Após reunião com Ministério Público, CDL, SINCOM, Sindicomércio, Polícia Militar e Conselho de Saúde, foi definido o Plano Municipal de Retomada Gradativa das Atividades Econômicas de Eunápolis, regulamentado pelo decreto N° 9.011  assinado pelo prefeito de Eunápolis Robério Oliveira nesta sexta-feira (03/04). O plano define a reabertura do comércio com diversas medidas restritivas que buscam reduzir as aglomerações, contato e intensificar a higiene nos ambientes.

Publicidade

Plano de retomada gradativa instrui funcionamento das atividades comerciais em Eunápolis 1

Medidas comuns a maioria dos setores é a entrada reduzida a 50% da capacidade da área de trânsito livre dos estabelecimentos, devendo o mesmo controlar a fila de acesso, caso aja, demarcando distância mínima de 1,5m entre os clientes. Todos os estabelecimentos deverão disponibilizar álcool 70% ou pia com sabão para correta higienização das mãos.

Os cultos, missas e celebrações religiosas ficam permitidos com ocupação de 50%  de sua capacidade do público sentado. A construção civil poderá funcionar com até 15 colaboradores. Já nas farmácias a entrada fica restrita a 20 pessoas, e nos bancos e supermercados 50 pessoas.

Outra medida importante é o fechamento de todas as atividades aos sábados, ficando permitido apenas o funcionamento de feiras livres, farmácias e postos de gasolina.

O novo decreto mantém a suspensão do funcionamento das casas noturnas; shows; cinemas; circos; centros de atividades esportivas; restaurantes, bares e lanchonetes (sendo permitido os serviços de entrega ou retirada no local, com organização das filas).

A todos os estabelecimentos fica permitido a adoção de medidas mais restritivas, a critério do proprietário. O não cumprimento das novas medidas acarretará em multa de até dois salários mínimos na primeira notificação e em caso de reincidência será aplicada a interdição das atividades por cinco dias úteis. O decreto é válido por 15 dias e poderá ser suspenso a qualquer momento, caso seja confirmado caso de coronavírus no município.

“Precisamos deixar claro que não estamos vivendo tempos de normalidade. Devido às nossas ações de prevenção e isolamento social, até o momento não temos nenhum caso confirmado de coronavírus, mas nesta nova etapa, com as atividades econômicas retomando gradualmente precisamos redobrar os cuidados e peço um empenho ainda maior da população para que evite aglomerações, protejam nossos idosos e pessoas do grupo de risco e intensifiquem os protocolos de higiene pessoal”, disse o prefeito Robério Oliveira.

Fonte: http://www.via41.com.br/


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Comentários

Comentários