Ligue-se a nós

TV

Velho Chico: Carlos Eduardo e forasteiro são suspeitos de atentado contra Santo

Publicado

no

Velho Chico: Carlos Eduardo e forasteiro são suspeitos de atentado contra Santo 20

Santo (Domingos Montagner) levará três tiros e desaparecerá nas águas do rio São Francisco na novela Velho Chico. O autor do atentado será mantido em suspense, mas as cenas que vão ar depois indicarão que Carlos Eduardo (Marcelo Serrado) está envolvido no crime. Além dele, um homem com quem Santo terá uma briga na rua no capítulo desta quinta-feira (21), por causa de uma provocação de Luzia (Lucy Alves), também será suspeito. Esse homem jurará matar o presidente da cooperativa.

Santo será dado com morto após sumir. Apenas seu cavalo será encontrado com uma mancha de sangue do dono. Antes da emboscada, o desconhecido que quer matá-lo aparecerá no bar de Chico Criatura (Gésio Amadeu) como quem quer arrumar encrenca. O nome do ator que faz participação especial na trama não foi divulgado. Martim (Lee Taylor) contará isso ao delegado Germano (Claudio Jaborandy), que procurará o homem e não conseguirá encontrar nem seu rastro.

Velho Chico: Carlos Eduardo e forasteiro são suspeitos de atentado contra Santo 21Domingos Montagner (Santo) brigará com desconhecido na trama (Inácio Moraes/Gshow)

Na fazenda de Afrânio (Antonio Fagundes), todos ficarão tensos. O coronel sentirá que o genro está nervoso mesmo antes de saber que Santo sofreu um atentado e está desaparecido. Até Encarnação (Selma Egrei) acusará o deputado de ter feito ou mandado fazer uma desgraça, matando o pai de seu bisneto.

Tereza (Camila Pitanga) voará para cima de Cícero (Marcos Palmeira), mas ele afirmará que não foi ele. O telespectador também verá que no momento do ataque o jagunço estava na capela de seu pai, Clemente (Julio Machado), despedindo-se de sua arma e seu chapéu. Ele enterrará os objetos para começar uma nova vida.

Todos se voltarão contra o Saruê, que ficará revoltado por colocarem mais uma morte em “sua conta”. “Eu e você temos que torcer pra quê? Pra ele estar vivo ou morto?”, perguntará Afrânio. “Por Deus, estamos falando de uma vida!”, debochará o deputado. Afrânio pegará o genro pelo colarinho e o encarará. “Eu lhe fiz uma pergunta, seja macho de me respondê“, gritará Saruê.

“Vivo ou morto, pouco me importa. Santo dos Anjos era um problema, por ora ele não é mais! Se ele voltar, se esse milagre acontecer ele não terá provas contra nós”, afirmará o deputado. “É bom que num tenha, Carlos Eduardo. É bom que não tenha absolutamente nada contra mim e contra a minha família”, dirá Afrânio.[sg_popup id=”4″ event=”onload”][/sg_popup]

Anúncio

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Previsão do Tempo

Todos os direitos reservados © 2009-2022 - Que Agito. CNPJ:12.054.600/0001-11
Site desenvolvido por Júnior Tavares

Share via