Ligue-se a nós

+Noticias

Tentativa frustrada! Prefeito de Itagimirim apresenta provas que desmascaram suposta tentativa de armação contra o governo da cidade

Publicado

no

Tentativa frustrada! Prefeito de Itagimirim apresenta provas que desmascaram suposta tentativa de armação contra o governo da cidade 25

Após ser acusado de participação em “um dos maiores esquemas de corrupção e fraudes em licitações da região”, esquema este que nunca se ouviu falar ou mesmo existiu em investigações policiais e em inquéritos na justiça, o prefeito Luizinho (PODEMOS) durante uma entrevista ao vivo na rádio comunitária da cidade  apresentou um vídeo que mostra, claramente, uma suposta tentativa de armação contra a atual administração daquela cidade.

O anúncio foi feito pelo prefeito Luizinho acompanhada por centenas de ouvintes, nesta quinta-feira, 23 de setembro.

As imagens das câmeras de circuito interno e monitoramento da sala de licitações da prefeitura, divulgadas com autorização policial por Luizinho, mostram o momento em que os representantes das empresas Viver Empreendimentos e Serviços Eireli; Royalli Construções e Serviços LTDA, mexem e forçam, insistentemente por cerca de 20 minutos, todas as quatro extremidades dos lacres dos envelopes entregues para conferência no momento da sessão.

Tentativa frustrada! Prefeito de Itagimirim apresenta provas que desmascaram suposta tentativa de armação contra o governo da cidade 26

Essas empresas disputam, assim como a Icar Construtora e Locações, o processo de licitação com tomada de preço no valor de R$ 330,673,48 mil, destinada à reforma do Colégio Municipal Othoniel Ferreira dos Santos.

Mesmo sem apresentar nenhuma prova ou indício, os representantes das duas empresas acusaram a prefeitura de violação dos envelopes para beneficiamento da empresa Icar Construtora.

As imagens apresentadas pela prefeitura mostram, com muita nitidez, que os envelopes estavam intactos e devidamente lacrados, conforme determina a lei.

Pautado na legalidade e transparência, ao perceber a suposta tentativa de induzir à abertura dos envelopes, o que configuraria violação diante da suspeita levantada, a Procuradoria do Município interveio e suspendeu, imediatamente, o processo licitatório. Solicitado pela prefeitura, os documentos foram colocados da maneira como estavam em outros envelopes brancos, lacrados, na presença de todos e encaminhados para o Departamento de Perícia Técnica da Polícia Civil, pela atual administração.

“Já tomamos todas as medidas judiciais cabíveis desde a boletim de ocorrência, inquérito policial com auto exibição dos envelopes e acionamento do judiciário. É inconcebível aceitar tentativas levianas e infundadas de criminalizar e manchar a imagem de um governo que tem trabalhado com a verdade e de forma transparente. Não toleraremos nenhuma armação e agiremos com todo o rigor da lei”, enfatizou o prefeito Luizinho.

Fonte: Queagito.com

Anúncio

Publicidade

Publicidade

    Previsão do Tempo