Ligue-se a nós

+Noticias

Primeira prefeita de Eunápolis, Cordélia quebra um ciclo tirânico que durou 16 anos

Publicado

no

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Primeira prefeita de Eunápolis, Cordélia quebra um ciclo tirânico que durou 16 anos 20

Primeira mulher a chegar ao comando do poder executivo de Eunápolis, Cordélia Torres tem 46 anos, fuas grafuações de nível superior e um plano de governo que promete fazer de Eunápolis uma cidade moderna, inclusiva e sustentável com o fortalecimento do agronegócio e do setor industrial.

Ela foi eleita com 51,40% dos votos válidos nas eleições deste domingo (15/11).

A democrata derrotou um império que vinha subjugando Eunápolis com mão de ferro, liderado pelo seu principal adversário, o prefeito Robério Oliveira (PSD), que usou de todos os artifícios para se manter no comando do município.

Com a força do povo e o apoio daqueles que queriam uma Eunápolis livre e para todos, a democrata quebrou um jugo que não agradava a mais ninguém.

Cordélia contou com o importante apoio do prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto,  do vereador Ramos Filho, de Neto Carletto, presidente do PP Jovem e de várias outras lideranças municipais.

Cordélia foi eleita com 29.925 votos, 7.422 a mais que o segundo colocado, Robério Oliveira, em votação duplamente histórica, interrompendo um ciclo tirânico que já durava 16 anos.

“Faremos um governo para todos, onde “inclusão” será a palavra chave para construir uma cidade finalmente humana e sustentável”, afirmou.

*Conheça um pouco da  história de Cordélia (Déa) e o que ela pensa pra Eunápolis:

Primeira prefeita de Eunápolis, Cordélia quebra um ciclo tirânico que durou 16 anos 21

Sou Cordélia, filha de dona Gisélia Torres e José Lima, casada com Paulo Dapé e mãe de Marcos Fagner e Paulo Ernesto Filho. Venho de uma família de treze irmãos, onde o respeito, amor e dignidade sempre foram prioridades.

Minha formação acadêmica em Bacharelado em Direito e Administração de Empresas, me coloco como candidata a prefeita de Eunápolis.

Com uma proposta de um mandato voltado a buscar soluções para atender as necessidades e anseios do povo eunapolitano, em especial daqueles que trabalham por uma sociedade mais justa, digna, igualitária e praticante da democracia e da justiça social.

Assumo o compromisso de ser uma representante que trabalhará junto ao povo, com uma gestão humanizada, levantando a bandeira da integridade, moralidade e compromisso com um mandato voltado em assegurar com responsabilidade os gastos públicos, combater a corrupção e estar em busca dos direitos do cidadão.

Juntos, manteremos viva a esperança por uma nova política.

Sou Cordélia, filha de dona Gisélia Torres e José Lima, casada com Paulo Dapé e mãe de Marcos Fagner e Paulo Ernesto Filho. Venho de uma família de treze irmãos, onde o respeito, amor e dignidade sempre foram prioridades.

Minha formação acadêmica em Bacharelado em Direito e Administração de Empresas, me coloco como candidata a prefeita de Eunápolis.

Com uma proposta de um mandato voltado a buscar soluções para atender as necessidades e anseios do povo eunapolitano, em especial daqueles que trabalham por uma sociedade mais justa, digna, igualitária e praticante da democracia e da justiça social.

Assumo o compromisso de ser uma representante que trabalhará junto ao povo, com uma gestão humanizada, levantando a bandeira da integridade, moralidade e compromisso com um mandato voltado em assegurar com responsabilidade os gastos públicos, combater a corrupção e estar em busca dos direitos do cidadão.

Juntos, manteremos viva a esperança por uma nova política.

FONTE: Ascom Cordélia Torres

Anúncio

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade