Nutricionista dá dicas de como a alimentação pode ajudar na imunidade e na luta contra o coronavírus

PUBLICIDADE
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

O mundo foi surpreendido com uma notícia que não era esperada nem no mais remoto pensamento de um indivíduo: ser acometido pela pandemia do coronavírus. Uma pandemia é o aumento rápido do número de casos de uma patologia, adquirindo proporções em vários países e continentes, afetando um grande número de pessoas ao mesmo tempo. O COVID-19 é provocado pela infecção através do Coronavírus. Conter a transmissão do vírus é urgente. O COVID-19 pode ser assintomático, pode causar alguns sintomas leves ou até mesmo infecções que afetam de maneira drástica o sistema respiratório.

Publicidade

Na Bahia já são 401 casos confirmados e, diante desse cenário, cresce também a preocupação da população sobre como se proteger contra a doença. Além das medidas básicas de higiene e do tão falado isolamento social, é importante cuidar de outros fatores básicos, que podem ajudar na luta contra a doença. E isso inclui uma alimentação balanceada e a ingestão de água.

Segundo Gabriel Pacheco, Nutricionista da Rede Alpha Fitness, a alimentação deve ser variada e rica em micronutrientes. No cardápio, comidas simples como feijão e arroz, proteínas variadas (carne vermelha e branca, leite e ovos) devem ser priorizados. Segundo o especialista, a concentração de micronutrientes é grande em frutas. Verduras e legumes,além de grãos em geral também são boas pedidas. Evitar alimentos industrializados como biscoitos recheados, salgadinhos e refrigerantes é importante nesse momento. “Se o indivíduo mantiver uma dieta equilibrada, seu sistema imunológico estará forte, independentemente do tipo de infecção. Não é o momento de dietas restritivas, o individuo precisa se alimentar bem e com diversidade”, informa o nutricionista. O especialista acrescenta ainda sobre a importância de dormir bem, praticar atividade física e se hidratar constantemente. “Fortalecer a imunidade não impede o contágio nem cura a doença. Mas ajuda o sistema imunológico a ficar cem por cento pronto para um possível embate com o vírus”, finaliza Gabriel.

Fonte: Pipacomunicacao.com.br


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Comentários

Comentários