Ligue-se a nós

+Noticias

“Nas ruas já se começa a pedir que eu baixe decreto”, diz Bolsonaro sobre lockdown

Publicado

no

"Nas ruas já se começa a pedir que eu baixe decreto”, diz Bolsonaro sobre lockdown 18

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 4ª feira (5.mai.2021) que pode editar decreto para colocar as Forças Armadas nas ruas para, segundo ele, “restabelecer todo o artigo 5º da Constituição [que estabelece o direito da livre locomoção no território nacional em tempo de paz]“. O chefe do Executivo fez críticas às medidas de restrição decretadas por governadores e prefeitos.

“Nas ruas, já se começa pedindo que o governo baixe um decreto. E, se eu baixar um decreto, vai ser cumprido, não será contestado por nenhum tribunal. O Congresso estará ao nosso lado. O povo estará ao nosso lado. Quem poderá contestar o artigo 5º da Constituição? O que está em jogo?

Queremos a liberdade para poder trabalhar, queremos o nosso direito de ir e vir. Ninguém pode protestar isso. E esse decreto que eu baixar, repito: será cumprido, juntamente com nosso Parlamento, juntamente com nosso poder de força, juntamente com nossos 23 ministros”, disse em evento no Palácio do Planalto.

“Homens são proibidos de irem para praia. Estão proibindo que a família saia de lancha em Angra. Que que é isso? Onde estamos?“, questionou.

Participaram do evento de abertura da Semana das Comunicações, além do presidente Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, os ministros Fábio Faria e Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, e do presidente do Sebrae, Carlos Melles.

O chefe do Executivo chamou de “canalha” quem é contrário ao “tratamento precoce” contra a covid-19, isso é, a administração de medicamentos sem eficácia comprovada cientificamente para tratar a doença.

“Canalha é aquele que critica o tratamento precoce e não apresenta alternativa. Esse é um canalha. O que eu tomei todo mundo sabe“, declarou. “Por que não se investe em remédio? Porque é barato demais“, completou.

CPI DA COVID

Bolsonaro ainda comentou sobre a CPI [Comissão de Inquérito Parlamentar] da Covid no Senado. “Essa CPI, tenho certeza, em especial, será excepcional no final da linha, vai mostrar, sim, o que alguns fizeram erradamente com bilhões entregues pelo governo para seus respectivos Estados e municípios”.

Ele disse que recebeu dos congressistas um pedido de detalhamento de suas agendas nas últimas semanas. “Acabo de receber 1 documento da CPI perguntando onde estava nas últimas semanas., Não interessa onde eu estava. Respeito a CPI. Tenho que dar exemplo, estar no meio do povo. Não posso sem ouvir o povo tomar conhecimento do que eles querem. Vou continuar andando em comunidades de Brasília“, disse.

O presidente voltou a criticar a imprensa por noticiar eventuais faltas do uso da máscara. “A imprensa escreve: ´O presidente estava sem máscara. Já encheu o saco isso´“, disse,

WI-FI E 5G

O governo anunciou no evento desta 4ª feira (5.mai) uma parceria com o Banco do Brasil e o Sebrae para viabilizar  internet para mil municípios. A ação é parte do programa Wi-Fi Brasil, coordenado pelo Ministério das Comunicações.

Um protocolo de intenções foi assinado pelas instituições com o Ministério das Comunicações no Palácio do Planalto.

Segundo o governo, a iniciativa levará banda larga gratuita e de alta velocidade a mais de 8,5 milhões de pessoas em todo o país.

Fonte: https://www.falamara.com/

Anúncio

Publicidade

WEB RÁDIO QUEAGITO

Publicidade

Previsão do Tempo