BR-381: acidente em Nova União deixa um morto e ao menos 12 em estado grave

PUBLICIDADE
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

BR-381: acidente em Nova União deixa um morto e ao menos 12 em estado grave 1

Carreta carregada com melancias atingiu nove veículos e pegou fogo logo em seguida; uma vítima sofreu parada cardiorrespiratória e a outra morreu carbonizada presa às ferragens

Um trágico acidente provocou a morte de uma pessoa e deixou pelo menos outras doze em estado grave na BR-381 no distrito de Nova Aparecida na região Central de Minas Gerais na manhã desta sexta-feira (18). Uma carreta carregada com melancias seguia pelo sentido Vitória quando colidiu contra nove veículos e pegou fogo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ocupante de um dos veículos envolvidos no acidente morreu carbonizado e seu corpo ficou encarcerado nas ferragens.

Há também dez feridos cujo estado de saúde é grave – um deles, segundo os militares que atendem o chamado, sofreu uma parada cardiorrespiratória. Os helicópteros Arcanjo do Corpo de Bombeiros e Carcará da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG)foram para o trecho da rodovia onde o acidente aconteceu para socorro às vítimas mais graves.
Publicidade

A pista ficou fechada  no sentido Vitória desde 9h da manhã, ou seja, foram sete horas de interdição e às 16h elas foram completamente liberadas, mas o trânsito ainda é lento.

Resgate às vítimas

Às 10h, O Corpo de Bombeiros confirmou a informação de que uma pessoa morreu carbonizada logo após a colisão. De acordo com os militares, 10 vítimas puderam ser resgatadas, sendo que seis delas foram levadas nos helicópteros do Corpo de Bombeiros, da PM e da PC para hospitais mais especializados, enquanto as outras cinco seguiram em ambulâncias para centros médicos da região. O trânsito permanece interditado. Quanto à dinâmica do acidente, sabe-se até o momento que o motorista da carreta bitrem perdeu o controla da direção e atingiu nove veículos na descida da rodovia.

Familiares aguardam notícias

Parentes de duas vítimas do acidente grave desta manhã de sexta-feira (18), na BR-381, aguardam notícias sobre o estado de saúde dos familiares na recepção do hospital João XXIII, no centro de Belo Horizonte. Alguns dos feridos foram trazidos para a unidade de saúde, e outros, encaminhados para o Risoleta Neves. Uma sobrinha de um casal de idosos, que preferiu não se identificar, relatou que os dois são naturais de Belo Horizonte e que têm o hábito de pegar a rodovia em direção ao município de Bom Jesus do Amparo, onde possuem parentes.

Seis acidentes em 24h

O acidente de grandes proporções registrado na BR-381 em Nova União na manhã desta sexta-feira (18) é o sexto ocorrido na rodovia em apenas 24 horas, sendo que ainda no começo da quinta-feira (17) foi necessária uma interdição nas proximidades do KM 438 no distrito de Ravena em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, para retirada de uma carreta que tombou na madrugada anterior. Três das colisões registradas no período aconteceram em trechos sob responsabilidade da Arteris – Fernão Dias, concessionária contratada para administrar parte da estrada no sentido São Paulo.

Uma destas batidas aconteceu em Betim também na região metropolitana de BH, e houve saque ao caminhão de frutas que tombou. Além delas, aconteceram colisões também no município de São Sebastião da Bela Vista – cujo trecho interditado ainda provoca lentidão na manhã desta sexta-feira – e em Lavras no Centro-Oeste do Estado, sendo que esta última aconteceu ainda na madrugada.

As outras três batidas aconteceram em Caeté e Rio Manso, na região metropolitana de Belo Horizonte, e em Bom Jesus do Amparo, na região Central de Minas Gerais. Este último é o mais grave entre eles e até 6h de sexta-feira (18) as pistas ainda estavam interditadas no sentido Espírito Santo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, três caminhões colidiram e atingiram dois carros de passeio. Sabe-se apenas que dois dos caminhões pegaram fogo após a colisão, e um dos veículos de passeio ficou preso entre eles. Um médico do SAMU prestou atendimento às vítimas de ferimentos leves. Os militares ainda não têm informações sobre o carro comprimido entre os caminhões – dada a força do impacto, ainda não se sabe qual o modelo do carro e quantas pessoas estariam nele no momento do acidente.

Fonte: https://www.otempo.com.br/


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Comentários

Comentários