Ligue-se a nós

NOTÍCIA GERAL

Relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki morre em acidente de avião

Publicado

no

Relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki morre em acidente de avião 20

Foto: Nelson Jr. / SCO / STF
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, 68 anos, morreu nesta quinta-feira (19) vítima de um acidente de avião.
A aeronave em que estava caiu no litoral de Paraty, no Rio de Janeiro, por volta das 14h30, a cerca de 2 km da cabeceira da pista em que deveria pousar.
A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que o avião de modelo Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM, decolou do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, às 13h (horário de Brasília).
O acidente ocorreu próximo à Ilha Rasa e moradores da região afirmam que chovia no momento da queda.
Não há informações sobre as outras vítimas.
O Corpo de Bombeiros confirmou a existência de ao menos três mortos, cujos corpos ficaram presos na aeronave submersa.
Um quarto passageiro teria resistido à queda, mas veio à óbito após o resgate.
O filho do ministro do STF, Francisco Zavascki, confirmou em seu perfil no Facebook que o pai havia embarcado. “Infelizmente, o pai estava no avião que caiu! Por favor, rezem por um milagre”, comentou e, momentos depois, confirmou a morte do ministro. “Caros amigos, acabamos de receber a confirmação de que o pai faleceu! Muito obrigado a todos pela força!”, publicou.
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirmou que a documentação do avião estava em dia.
Cerca de 50 militares e membros do Corpo de Bombeiros se envolveram na operação de resgate, que contou com a ajuda de pescadores locais.
A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, havia chegado a Belo Horizonte quando recebeu a notícia do acidente e retornou para Brasília para acompanhar as informações.
Relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki morre em acidente de avião 21
 Zavascki ficou conhecido por ser relator dos processos da Operação Lava Jato.
O magistrado foi nomeado para o cargo pela ex-presidente Dilma Rousseff, em 2012.
Em setembro do ano passado, ele também autorizou a abertura de uma petição com trechos de delações premiadas que citam o atual presidente Michel Temer (PMDB) (lembre aqui).
Diante de todo o trabalho com a operação e seus desdobramentos, Zavascki chegou a convocar um juiz a mais para ajudar a cuidar dos processos – feito inédito na Corte.
Além da Lava Jato, o gabinete de Zavascki assumiu mais de sete mil processos.
Antes de chegar ao STF, ele foi ministro do Superior Tribunal de Justiça, de 2003 a 2012, nomeado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Ele também trabalhou como advogado do Banco Central, no período de 1976 a 1989.
Doutor em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o ministro foi casado com a juíza federal do Tribunal Regional da 4ª Região, Maria Helena de Castro.
Ela morreu em 2013, vítima de um câncer.
Zavascki leva ainda no currículo o título de conselheiro do Grêmio, time para o qual torcia há muitos anos.
Além de Francisco, o ministro deixa outros dois filhos, Alexandre Prehn Zavascki e Liliana Maria Prehn Zavascki.
Fonte: bahianoticias.com.br

Anúncio

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Próximos Eventos

sáb 17
sáb 24

Previsão do Tempo

Todos os direitos reservados © 2009-2022 - Que Agito. CNPJ:12.054.600/0001-11
Site desenvolvido por Júnior Tavares

Share via