Ligue-se a nós

Entretenimento

MC Bin Laden processa EA Sports por usar seu hit sem autorização

Publicado

no

MC Bin Laden processa EA Sports por usar seu hit sem autorização 18

As coisas não andam tranquilas e favoráveis para a EA Sports, que acaba de ser processada por MC Bin Laden devido ao uso sem autorização de seu hit e coreografia, que foram verdadeiras febres em meados de 2016.

“Tá tranquilo, tá favorável” foi utilizado em FIFA 21 como opção de comemoração de gols. Para quem não se recorda do famoso sinal de hang loose seguido de abaixadinhas (ou esteve morando em uma caverna, dado a febre que foi), vale rever ou até mesmo conhecer no clipe abaixo:

Em entrevista ao podcast do portal G1, MC Bin Laden revelou que está pedindo R$ 120 mil de indenização por danos morais e materiais para a empresa responsável pela famosa franquia de futebol.

À época em que foi lançada — precisamente há mais de sete anos —, “Tá tranquilo, tá favorável” fez com que vários jogadores de futebol aderissem à coreografia para comemorar gols. Neymar foi o craque que mais viralizou a dança, sendo compartilhada em diversos grandes perfis nas redes sociais.

Entraves na justiça
O que desfavorece o processo de MC Bin Laden contra a EA Sports, no entanto, é suspensão desse tipo de ação pelo Superior Tribunal de Justiça. Em dezembro de 2021, Paulo de Tarso Sanseverino, ministro do STJ, defendeu que esses entendimentos fossem unificados, procurando dar um “tratamento isonômico” aos casos, evitando que diferentes decisões transformem os tribunais do Brasil em um verdadeiro caos.

Já o advogado do funkeiro, Luis Felipe Cunha — que também defende jogadores de futebol em ações contra empresas de games —, alegou que a suspensão representa “uma tremenda injustiça, na medida em que a imagem de nossos clientes é utilizada sem qualquer contraprestação para geração de riqueza de algumas empresas do segmento”.

A EA Games, juntamente com outras desenvolvedoras de games, acumulam mais de mil processos na justiça no Brasil. Ainda não há uma previsão para que esse tipo de ação volte a ganhar andamento nos tribunais brasileiros.

Fonte: tecmundo.com.br

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Eventos Agendados

Previsão do Tempo

Todos os direitos reservados © 2009-2023 - Que Agito. CNPJ:12.054.600/0001-11
Site desenvolvido por Júnior Tavares

Share via