PREFEITURA DE ITAGIMIRIM ATINGE ÍNDICE SATISFATÓRIO DE INFESTAÇÃO PREDIAL E INVESTE EM MATERIAL E EQUIPAMENTOS NO COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Os resultados do trabalho constante da Prefeitura de Itagimirim no combate ao mosquito Aedes aegypti têm atingido números animadores, reduzindo o risco de epidemias causadas pelo temido mosquito da Dengue.

Com o objetivo de equipar, capacitar, e proporcionar melhores condições de trabalho para a equipe de endemias no enfrentamento do mosquito Aedes aegypti; na manhã da última quinta-feira, 01 de Novembro, a Prefeita Devanir Brillantino juntamente com o secretário de saúde, Leopoldo Lacerda, o coordenador da vigilância epidemiológica, Fernando Fernandes Cirino e o supervisor técnico e agente de endemias, Adalberto Gonçalves dos Santos deu inicio a mais um grande investimento no controle e combate ao mosquito transmissor de diversas doenças, entre elas, a dengue, zika e Chikungunya.

Segundo o Secretário de Saúde Leopoldo Lacerda, as ações realizadas pela equipe de endemias do município têm trazido excelentes resultados à toda população; fato é que devido à dedicação e investimentos diretos, o município atingiu o índice recomendado e/ou satisfatório no controle de epidemias.

– Os investimentos realizados de modo geral na saúde, tem surtido efeito positivo para a população de Itagimirim; desde simples exames às cirurgias de alta complexidade. E na área das epidemias, não podia ser diferente, estamos trabalhando duro para manter o controle absoluto do mosquito Aedes aegypti na nossa cidade, a fim de evitar alarmantes epidemias, assim como no passado, onde a população de Itagimirim viveu momentos de terror com as doenças causas pelo mosquito – afirmou Leopoldo

Leopoldo ainda afirmou que a cidade atingiu o nível recomendado/satisfatório no quesito infestação predial.

“Acabamos de receber o resultado do LEVANTAMENTO RÁPIDO DO ÍNDICE DE INFESTAÇÃO POR AEDES AEGYPTI (LIRAa), isso significa que estamos com o mosquito da dengue controlado em nosso município, e, livre de uma epidemia; tudo isso, graças ao excelente trabalho da equipe de endemias, o total apoio da prefeitura e efetiva participação da população do município”

Com o resultado de 0,6%, de Índice de Infestação Predial, a cidade de Itagimirim ( inferior à 1%) está entre as cidades com baixa probabilidade de surto ou epidemia de doenças transmitidas pelo mosquito.

O número significa, na prática, que as ações estratégicas adotadas pela gestão durante todos esses meses de trabalho árduo, obtiveram êxito.

Entenda o quadro:

O município é dividido em grupos com características semelhantes.
Em cada grupo, são pesquisados uma determinada quantia de imóveis, daí retira uma média de infestação, chamado de: índices de infestação predial:

* INFERIORES A 1%: condições satisfatórias.

* DE 1% a 3,9%: situação de alerta

* SUPERIOR A 4%: risco de surto de dengue.

“ Esses números são bastantes animadores para toda nossa equipe, é um resultado que devemos comemorar, pois exalta a qualidade do trabalho das nossas equipes, através, principalmente dos nossos agentes de saúde, que foram fundamentais para que alcançássemos o índice do LIRAa , a acima de tudo, livrar a nossa população das doenças causadas pelo mosquito. Todos juntos conseguimos algo que vai deixar a cidade com baixo risco de epidemias, claro que devemos comemorar e muito. Estamos aproveitando esse maravilhoso resultado e fazendo mais investimentos nessa área”, comemora a prefeita Devanir Brillantino.

O trabalho continua

Para continuarmos comemorando esses resultados, é preciso que a população também continue ajudando a administração no combate ao Aedes aegypti . Esperamos que a nossa população sinta-se responsável por esses números e nos ajude no cuidado doméstico. “O trabalho da equipe tem sido eficiente, mas isso não significa que devemos cruzar os braços e só aproveitar o resultado, devemos continuar lutando para acabar com o mosquito. Iremos trabalhar ainda mais, pois estão chegando as chuvas de verão, e sabemos dos riscos que enfrentamos. Esse é um trabalho que deve ser feito em conjunto, com a união de todos. Só assim sairemos vitoriosos” , ressalta Fernando Fernandes Cirino, coordenador da vigilância epidemiológica.

Fonte: ASCOM – Itagimirim

Comentários

Comentários