Ligue-se a nós

Economia

Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI

Publicado

no

Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 30

Abertura da porta pelo celular, faróis de led matriciais e condução semiautônoma até 210 km/h certamente nunca passaram pela cabeça de Ben Pon quando o empresário holandês criou o conceito da Volkswagen Kombi. Mas a nova geração da linhagem iniciada pela “velha senhora” incorporou essas e outras novidades de fazer inveja até em carro de luxo.

Atualmente chamada de Multivan, o modelo chegou (pelas contas da VW) à sétima geração passando por uma revolução técnica e visual. A maior delas está debaixo da carroceria, com a plataforma MQB — sim, a Kombi do século XXI agora usa a mesma arquitetura do nosso Polo. A mudança permitiu a inclusão de tecnologias inéditas sem abrir mão do espaço interno, mais otimizado do que nunca.

Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 31

A pintura em dois tons remete uma marca clássica da Kombi — Foto: Divulgação

Também conhecida como T7, a Multivan adota um assoalho plano em quase toda a cabine, similar à Kombi original (chamada internamente de T1 e T2). A versão de passageiros comporta até sete pessoas em assentos individuais que podem ser mais facilmente removidos, já que estão 25% mais leves. O piso sem obstáculos possibilitou o uso de um inusitado console central corrediço.
Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 32

O interior moderno tem painel digital, multimídia com internet e volante similar ao usado pelo Nivus — Foto: Divulgação

A peça pode ficar entre os bancos traseiros e inclui até uma mesa retrátil, mas também é possível empurrar o conjunto até a cabine, transformando-a em um apoio de braço central com diversos porta-trecos. O motorista também poderá agradecer à eletrônica pela ausência de obstáculos entre os bancos dianteiros.
Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 33

O console central pode ser movido entre os bancos e inclui uma mesa retrátil — Foto: Divulgação

Como o freio e o câmbio são acionados eletricamente, passageiro e condutor podem até passar entre os bancos para ter acesso à porção central do carro. Os dois sistemas são controlados por comandos no painel, quase que uma releitura moderna das enormes alavancas posicionadas sob o console da Kombi original.
Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 34

Os comandos de câmbio e freio no painel abriram um grande espaço entre os bancos dianteiros — Foto: Divulgação

O pacote de tecnologias é enorme e inclui capacidade para condução semiautônoma até 210 km/h, sistema multimídia com internet, faróis adaptativos de leds e som premium Harman Kardon de 640 W. Mesmo itens oferecidos pela Kombi foram modernizados: o teto-solar panorâmico agora é de vidro e as portas corrediças são elétricas.
Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 35

A dianteira ficou mais proeminente, enquanto a coluna A foi bipartida e recebeu uma vigia fixa — Foto: Divulgação

O visual, aliás, carrega outro traço marcante da Kombi: a pintura saia-e-blusa, com uma linha na altura das portas dividindo as cores. A evolução, naturalmente, transformou o estilo “pão de forma” em um modelo mais retilíneo, baixo e largo.

Inicialmente a Multivan virá com três opções de motores, todos turbo de quatro cilindros. Tanto o 1.5 de 136 cv quanto o 2.0 (o mesmo do Tiguan R-Line) de 204 cv usam câmbio automático de dupla embreagem e sete marchas. A variante híbrida plug-in usa o mesmo conjunto do Golf GTE, com um 1.4 associado a um motor elétrico com potência combinada de 218 cv, com câmbio também de dupla embreagem, mas seis marchas. A tração é sempre dianteira.
Sucessora da Volkswagen Kombi tem pintura saia-e-blusa, câmbio no painel e motor do Golf GTI 36

Os bancos centrais podem girar 180º para transformar a cabine em uma sala de estar — Foto: Divulgação

A Volkswagen não detalhou a autonomia elétrica da Multivan PHEV ou mesmo faixa de preços e versões do modelo, que chegará ao mercado europeu nos próximos meses. Para 2022 a marca também confirmou uma versão turbodiesel, e no mesmo ano chegará a ID.Buzzcom estilo retrô e propulsão elétrica.
Fonte: https://autoesporte.globo.com/

Anúncio

Publicidade

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade