Ligue-se a nós

NOTÍCIA GERAL

Instagram testa ferramenta que limita tempo do usuário na rede social

Publicado

no

Instagram testa ferramenta que limita tempo do usuário na rede social 23

Ferramenta ainda não está disponível no Brasil. Outras novidades também foram anunciadas pela empresa

O Instagram lançou novos recursos com o objetivo de tornar mais difícil para os usuários, principalmente adolescentes, cair em armadilhas que podem ser prejudiciais para sua saúde mental.

Nesta terça-feira (7), a empresa lançou a ferramenta Take a Break, que vai encorajar os usuários a ficarem algum tempo longe da plataforma após um determinado período de uso. O recurso, anunciado em setembro, chegará pela primeira vez a usuários nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália, e a todos os usuários nos próximos meses.

Os usuários desses países podem selecionar se deseja ser alertado após usar a plataforma por 10, 20 ou 30 minutos. Eles então receberão um alerta de tela inteira dizendo-lhes para fechar o aplicativo. O recurso ainda está nos estágios iniciais e expandirá sua funcionalidade em 2022.

O Instagram também vai adotar uma “abordagem mais rígida” em relação ao conteúdo que recomenda aos adolescentes e ativamente os conduzirá em direção a diferentes tópicos se eles estiverem insistindo em algo – qualquer tipo de conteúdo – por muito tempo.

A empresa disse que também está testando uma nova maneira de as pessoas gerenciarem suas atividades no Instagram em um só lugar, permitindo que excluam em massa fotos e vídeos que postaram, bem como curtidas e comentários anteriores.

Outra novidade anunciada é o hub educacional para pais com dicas de especialistas para ajudá-los a discutir o uso de mídia social com seus adolescentes, bem como a capacidade de eles verem quanto tempo seus filhos passam no Instagram e definir limites de tempo.

A questão do impacto da mídia social sobre os adolescentes ganhou atenção renovada, depois que a denunciante do Facebook, Frances Haugen, vazou centenas de documentos internos, alguns dos quais mostraram que a empresa sabia como o Instagram pode prejudicar a saúde mental e a imagem corporal, especialmente entre adolescentes.

Fonte: bahia.ba

Anúncio

Publicidade

Previsão do Tempo

Todos os direitos reservados © 2009-2021 - Que Agito. CNPJ:12.054.600/0001-11
Site desenvolvido por Júnior Tavares