Confundida com Uber, família mineira vive drama em Porto Seguro

Taxistas perseguem serviço na cidade; Nesta sexta, carro do Uber foi apreendido pela Guarda

Uma família de Belo Horizonte teve as férias interrompidas em Porto Seguro. Confundidos com motoristas e passageiros do UBER – um serviço de táxi solicitado por aplicado de internet-, os visitantes mineiros passaram por maus momentos na quinta-feira (30). O psicólogo Renato Palhares, de 53 anos, contou ao RADAR 64 que está na cidade – juntamente com a mulher, as duas filhas e duas amigas delas há mais de uma semana.

A fim de conhecer os atrativos da terra do descobrimento, o grupo resolveu alugar um carro em uma locadora. Mas, no começo da tarde de quinta, na BR-367, enquanto levava as filhas ao aeroporto, o psicólogo começou a viver um drama.

“Um grupo de taxistas, achando que eu era um motorista de Uber, interceptou nosso carro nas proximidades do Museu do Descobrimento. Eles começaram a chutar o veículo, nos agredir com xingamentos e a exigir que descêssemos. Foi horrível”, declarou o turista.

Segundo Renato Palhares, uma guarnição da Polícia Militar estava por perto, mas não teria tomado nenhuma atitude imediata, mesmo ele afirmando que era um turista. “Somente algum tempo depois, os policiais nos escoltaram até o aeroporto, mesmo eu dizendo que queria ir para uma delegacia registrar a ocorrência. Depois que as meninas perderam o voo, eles nos levaram até a Delegacia do Turista, onde fiz uma queixa”, disse Renato.

Confusão na BR-367: taxistas confundem turistas com usuários e motorista de Uber – Foto: Internauta / RADAR 64

Mas o drama da família mineira ainda não havia acabado. Sem voo, eles voltaram para o hotel na orla norte. Desta vez, uma das filhas de Renato estava dirigindo. “Ao chegarmos ao hotel, outro grupo de taxistas apontou para o carro e começou a nos agredir novamente com palavras e danificar o veículo”, revolta-se Renato.

Diante da grave situação, os turistas tiveram que trocar de hotel. Foi preciso uma verdadeira operação de guerra para que eles trocassem de pousada. “Fomos levados em outro carro e ainda escondidos”, diz indignado.

Renato afirmou que, mesmo depois que as filhas voltassem para Belo Horizonte, na quinta, ele e a mulher pretendiam ficar mais alguns dias em Porto Seguro. Mas agora, sem clima, mudou de ideia. “Vamos sair hoje mesmo da cidade e não pretendemos voltar tão cedo”, finaliza.

Guarda Municipal apreende carro do Uber perto do aeroporto da cidade

CONFUSÃO UBER E TAXISTAS – O Uber começou a funcionar em Porto Seguro na quarta-feira (29). No mesmo dia, os motoristas do aplicativo já começaram a ser confrontos pelos taxistas, que são contrários à implantação do serviço na cidade. Um carro de Uber chegou a ser apedrejado na BR-367.

Na manhã desta quinta, houve mais confusão em frente ao um hotel e, no começo da tarde, um carro do Uber foi apreendido pela Guarda Civil, perto do aeroporto, com base em uma lei municipal – aprovada pela câmara no fim do mês, que proíbe esse tipo de serviço na cidade. No entanto, a lei ainda não foi sancionada pelo prefeito interino, Beto Axó Moi. O município tem 15 dias para vetar ou aproar a norma.

A reportagem ainda não conseguiu falar com a polícia e com as associações que representam os taxistas sobre as denúncias feitas pelos turistas.

Fonte: http://radar64.com

Comentários

Comentários